12/23/2007

O ultimo de 2007!

Boas pessoal!!

Long time que não escrevo nada, e resolvi fechar o ano com um post.

Então que se passou este mês??

Este mês tivemos o main event, mas eu não tenho grandes histórias para contar... A minha expectativa para este torneio era bastante elevada, e estava mesmo muito confiante em atingir um bom resultado. Infelizmente os 30% de sorte não quiseram nada comigo e acabei por ser eliminado 1h30 depois do torneio ter começado. Basicamente envolvi-me em 3 mãos interessantes onde apenas na ultima joguei mal. Na primeira mão jogável que tive recebo AdQs no butão ainda no primeiro nivel e após um raise do Pedro Maluko faço call e a BB call, flop vem KTx 2 ouros, BB check Pedro bet 450 num pot de 675 eu call BB call, turn x ouros, os 2 fazem check e numa board onde tenho gutshot, nutflush draw e 1 overcard resolvo apostar 3/4 pot já que era óbvio pelas reads que tinha que nenhum deles estava suficientemente forte para pagar esta aposta, quando não é o meu espanto a BB faz call e Pedro Fold. No river vem A, e fico com toppair, BB check novamente e eu check pq não consegui perceber que raio de mão era suficientemente boa para check call all the way com bets proximas do pot, tirando Kx sendo x fraco não dava para perceber o call no turn com flush possivél. Para espanto meu ele mostra QJ ( no diamonds) e leva o pot. A confusão que esta malta me faz... OK, acabou por levar um pot decente, e eu acabei por perder uns 25-30% da minha stack.
Mais á frente e depois do Spades ter perdido um pot gigantesco para o Sr. que estava ao lado esquerdo dele, resolve começar a trabalhar as poucas fichas que tem, dando open raise em quase todos os pots, e levando grande parte incontested, é neste cenário que estou na BB e recebo AA ( level 2 50-100). Mais uma vez ele raise 3.5BB e eu represento um pouco uma imagem que na minha BB não vai ser assim tão easy e faço RR para 1050, ele dá call e flop vem 445 e eu ponho-me a pensar no range dele. É óbvio que ele estando a fazer o papel de bully não vai fazer call a um RRaise sem algo decente, se ele tivesse AK ou AQ e sabendo que 1800 fichas atrás iria fazer shove pq eu representei não uma grande mão mas sim uma atitude de desagrado, ou seja 88-JJ é o mais provavel, porque QQ-AA, AK-AQ era auto-shove ao meu RR. Tendo em conta isto e a board, resolvi fazer lead no flop com uma aposta que me comprometesse e onde ele acharia que estava á frente, apostei 1500 e ele fez push e eu dou call. Ele mostra 99 e eu AA. Turn Q. River 9. NH Sir.
Depois desta mão estava crippled, e com pouca margem de manobra, tenho 3700 fichas ( acho...) até que recebo 66 utg+1. Esta mão joguei mal, UTG raise 5BB ( 1º mão que joga) e eu resolvo dar call para jogar a mão pos-flop contra ele já que me parecia weak-tigh e que só jogava PP e AK, isto foi um erro, pq só tenho de fazer push ou fold, e neste caso é fold obvio pq 66utg+1 raramente é bom, mas ok, spades dá call tb e flop vem 237, pronto, um dos flops que eu queria ver... utg check ( falhou o AK de certeza) e eu ponho todas no centro da mesa, e sinceramente nem pensei que tipo de mãos pudesse ter o spades, pq achava que ele não estaria num range muito bom, caso contrário teria tentado um squeeze pré-flop. Bom, spades dá call e mostra 33 set no flop... turn vem um 4, o que me dava mais alguns outs e no river um 2 dando-lhe um fullhouse. GG me. Acabei por nem ficar para jantar, ainda faltava muito e não ia ficar ali a fazer nada.

Entretanto durante as semanas seguintes aproveitei para continuar a aproveitar o A-B game em torneios e joguei bastantes online. Fiquei ITM muitas vezes e fiz ainda 2 Final Tables onde acabei uma em 7º e outra em 5º que me rendeu 1360$ ( 22$ buy-in 20k garantidos na Stars).

Este mês resolvi tirar férias das cash tables de NL Holdem e tenho-me dedicado a jogar Fixed Limit 5 Card Draw.
Tenho um amigo que tem tido excelentes resultados nesta modalidade, e em jeito de relax tenho jogado bastante. Desde 2-4 a 5-10 tenho tido uns resultados engraçaditos, e sinto que tenho melhorado bastante o meu jogo.

Para terminar temos neste próximo fim-de-semana o torneio do Estoril. Ao contrário do que tinha planeado, vou estar presente, e como sempre, é jogar para ganhar. Vamos ver se os deuses estão comigo desta vez.

Abraço a todos.

11/15/2007

Set no flop?? nice :)) or maybe not...

Temos um set no flop… e agora????

Questões que tenho de analisar:

1º Vou ter posição sobre a mão??
2º O meu adversário é Agressivo ou Passivo e qual o range dele??
3º Quem foi o raiser inicial e qual a frequência de Cbets que faz??
4º Em que tipo de board completámos o set??
5º Qual será a melhor forma de rentabilizar a mão??

Vamos por partes…

Primeiro que tudo devemos considerar que no flop completámos o nosso set e que queremos rentabilizar a mão, para isso é necessário que o nosso adversário tenha conseguido apanhar uma parte do flop, caso contrário normalmente a mão acaba com uma bet no flop e contra isso nado podemos fazer.

No caso do nosso adversário ter conseguido alguma coisa no flop, seja um ou dois pares, seja um draw, temos boas hipóteses de conseguir rentabilizar a mão. Neste caso ter noção de como reage o adversário é muito importante. Se estamos OOP é importante sabermos se o adversário é capaz de pelo menos fazer Cbet no flop, tendo em conta que sim, nestes casos prefiro fazer C/R no flop e ver como ele reage, no caso do adversário ser passivo no flop opto quase sempre por liderar a aposta e ver como ele reage.

Outra coisa muito importante a considerar é a textura da board… é preciso ter noção que flopámos um set mas ainda não ganhamos a mão, e no caso de haver draws na mesa há bastantes probabilidades de a virmos a perder.

Vou dar um exemplo numa mão que joguei, e que após ter reflectido sobre o assunto, considero hoje em dia que foi um erro que posso evitar e que certamente me pode ajudar futuramente.

http://www.pokerhand.org/?1701898

Tentando analisar esta mão, estou no CO e recebo 44 por isso faço o Raise standard 4BB, o Butão RR o que não me agrada já que vou ficar sem posição o resto da mão. O jogador em causa é Semi-Loose-Agressive-Agressive a jogar 21/17/4, e tenho notas que joga os draws de forma mt agressiva. Fiz call por set value, sabendo que as implied odds que recebia eram muito á justa com o RR que ele fez. A board veio 4c8hTh, o que não é das melhores boards para se ter já que há possibilidade de str8 e flush draw, sendo que str8 seria mais improvável já que J9 não está no range dele de 3bet pf. Sabendo que ele é superagressivo no flop e não me daria crédito de ter acertado aquela board resolvi fazer lead no flop apostando ½ pot para induzir um C/R normal neste tipo de jogadores, ao que eu respondi com um allin no flop e no qual ele dá call, concretizando o flush draw no turn e levando o pot de 388$.
Nestas alturas que dizemos que temos um azar do caraças e que bate sempre para o gajo… bom, na verdade eu acho que joguei mal a mão, e que este tipo de situações podem ser evitadas em parte. Na realidade ele apenas tem 25% de hipóteses de ganhar a mão e apenas tem de fazer call de 77$ para ganhar um pot de quase 400$, o que lhe dá as odds correctas para pôr o resto do $ no flop.

Hoje em dia procuro, em boards deste tipo jogar a mão desta maneira:

http://www.pokerhand.org/?1701889

Ou seja, o que fiz neste caso, e aproveitando a minha posição e o facto de também estar perante um jogador tigh-agressive 18/16/5.5 foi controlar o tamanho do pot para poder fazer push no turn, onde as odds que estou a dar são muito menos favoráveis do que no flop. Comparando com o exemplo anterior, uma vez chegado ao turn e colocando o adversário em flush draw , as hipóteses dele completar a mão baixam para 15% e ele acaba por colocar o $ mal ao chamar 135$ para um pot final de 360$.

No caso dos adversários fazerem push no flop é óbvio que não vamos largar a mão e vou com ela até ao fim. Mas grande parte das vezes não é isto que acontece, e muitas vezes podemos evitar situações que nos custam uma stack, só porque cometemos erros e depois culpamos a sorte.

Feedbacks são bem vindos sobre esta linha de pensamento.

Fiquem bem e GL at the tables ;)

11/08/2007

Update Novembro

Ultimamente não tenho tido grande tempo para escrever aqui... tenho passado o tempo a jogar intensamente e tenho aproveitado o resto do meu tempo para estudar e melhorar o meu jogo. Ao final do dia, em vez de passar algumas horas perdidas em torneios ou no msn com amigos, tenho preferido desligar tudo e dedicar algum tempo á familia. Essencialmente tenho jogado 1-2 horas de manhã e á tarde mais 4-5 horas. Muitos dos meus amigos me têm perguntado onde ando a jogar, e a minha resposta é na PRIMA, mais precisamente num site que se chama RedNines que está com uma promoção muito boa até ao final deste mês, e no final do mês "mudo-me" para a Battlefield.

As razões são simples, primeiro porque gosto bastante do software, segundo porque o nivel em cash games é bastante acessivél, e terceiro porque tenho uma % de rakeback de 60%. Fazendo as contas, e considerando que estou a jogar NL200, consigo chegar ao fim do mês e ganhar mais de 15BI em rakeback. O que significa que, mesmo que o mês corra mal, o rake suporta os swings normais destes niveis. Lógico que isto obriga a perder largas horas por dia com 4 mesas abertas, mas o esforço tem sido recompensado, e como o poker para mim é um trabalho, não há nada melhor que sermos recompensados pelo nosso esforço naquilo que fazemos.

Tenho atravessado uma fase muito boa, a excepção foi aquele dia 1 onde acabei por ter um prejuízo de 7.5BI nesse dia, mas entretanto já recuperei e já estou mais de 5BI up, como demonstra o seguinte gráfico ao qual tenho de juntar o rake que já está muito próximo dos 800$.



Durante os ultimos dias considerei bastante acabar com o meu blog... Por um lado,não sei até que ponto os blogs criam uma exposição mais acentuada do seu protagonista, por outro não sei se ajuda realmente quem está a começar neste jogo. Tenho muitas vezes dúvidas se deverei criar posts sobre gráficos que indicam a performance que estou a ter, se crio posts sobre mãos especificas, se crio artigos sobre o jogo. Quando iniciei o blog, tinha como objectivo dar-me a conhecer um pouco, analisar situações do jogo, comentar determinadas "estratégias" utilizadas por mim, etc... Mas acho que hoje em dia as pessoas querem é sabes quanto fazemos por mês, se estamos numa downswing, etc... E isto foge á essência e motivos para o qual este blog foi criado por mim. Um assunto que mais para o fim do ano voltarei a pensar.

Entretanto...

GL at the tables ;)

11/01/2007

Um daqueles dias...

É daqueles dias que ainda não percebi porque saí da cama... não era feriado hoje??? :((((((((((

1º River Milagroso

http://www.pokerhand.org/?1652222

2º Flush Draws que nunca bateram...

http://www.pokerhand.org/?1652223

3º KK vs AA um clássico...

http://www.pokerhand.org/?1652225

4º Set em Multiway pot..... fuck this

http://www.pokerhand.org/?1652227

5º Set vs Draw........ aceito apostas....

http://www.pokerhand.org/?1652229


Enfim, já não me chegava ter de começar as sessões sempre a perder, parece que este mês também vou ter de vir de trás para a frente...

Better luck for you guys!

10/29/2007

Controle Emocional

Uma das fortes características que um jogador de Poker deve ter é controle emocional enquanto joga.

E este conceito serve tanto para as vitórias ou badbeats que damos, como para as derrotas e badbeats que levamos. É conveniente pensarmos que do outro lado da barricada está alguém que também ganhou ou perdeu a mão e que decerto não aprecia ser enxovalhado, tal como nós, por ter perdido determinada mão, tenha sido bem ou mal jogado.

Frequentemente assistimos, Live e Online, a demonstrações de euforia ou de raiva, pela forma como foi jogada determinada mão e pelos resultados obtidos dessa jogada.

That´s Poker, man! Vão sempre acontecer...

Pessoalmente já assisti a situações verdadeiramente embaraçosas, para ambos os lados, seja em torneios live, seja em Ring em Espinho, para não falar nas centenas de situações que acontecem online, onde os jogadores são chamados de tudo e mais alguma coisa, e ainda mais grave quando isso acontece em torneios entre a comunidade. Já li coisas no fórum sobre freerols, que são vergonhosas de acontecer.

Por muito má que tenha sido a decisão do outro jogador ir all in ou fazer call com 72 e isso vos ter eliminado do torneio não dá o direito a ninguém de insultar outra pessoa. Irão sempre existir outros Freerols e é bom que essas pessoas continuem a fazer esses calls. São eles que vos vão dobrar e permitir ganhar outros torneios.
Isto aplica-se em todos os jogos de Poker... não tratem mal o fish, elogiem-no.

Outro aspecto importante do controle emocional é controlar as perdas e proteger a banca. Acontece frequentemente um jogador entrar numa mesa com o pensamento de vou-me sentar aqui com 500$ ( dando um exemplo) vou jogar tigh, tentar dobrar e saio. Sempre que o jogador tem a felicidade de o conseguir, ele cumpre o prometido e abandona a mesa, mas e quando isto não acontece??
O mais comum é, sempre que esse jogador for stackado vai fazer reload e continuar na mesa, porque foi mt azar aquele KK ter batido o nosso AA. Mas o dia não tá a correr bem e fomos stackados novamente com um galo do caraças. Se souberem que o jogador está a jogar fora de banca, procurem-no em limites superiores, e sentem-se na mesa dele, porque literalmente ele vai distribuir o pouco que lhe falta da banca. Esqueçam os outros jogadores e limitem-se a apanhar aquele.
É brutal, a forma como as reacções emocionais acontecem em catadupa numa mesa de Poker, e a forma como quase todos reagem. Para esse jogador que teria 2500$ de banca, e que por "azar" perdeu 1000$ em NL500, na cabeça dele os 1500$ com que ficou representa 0$. Quem perde 1000$ quando esses 1000$ eram tão importantes para a banca dele, vai certamente perder os 1500$ que ainda lhe restam, simplesmente porque não tem controle emocional.
O mesmo acontece quando um Donkey faz call a um RR com 82 e nosso KK que parecia fortíssimo numa board T28, acaba por perder para 2 pares, e nós não conseguimos perceber como é que o FDP faz call com aquela mão, depois de termos feito RR. Não procurem ir atrás dele, não façam call com 65o fora de posição na esperança de ver um flop 234 rainbow... Simplesmente identifiquem o donkey, ponham uma nota nele, e JOGUEM BEM! Lembrem-se que se jogarem bem, mais tarde ou mais cedo vão apanhá-lo, não há necessidade de arriscarem o vosso dinheiro em situações marginais, e que vos fazem perder dinheiro no long run. Mas mais importante, não insultem o Fish. É preferível não dizer nada, do que lhe chamar nomes.

O controle emocional é algo que pode ser treinado, eu próprio ainda hoje tenho algumas dificuldades em lidar com algumas situações, por exemplo, aguento perfeitamente bem 1-2 badbeats, mas sei que na terceira já me vou exaltar e na quarta o teclado é capaz de ficar maltratado, mas já fui muito pior. Sempre que sinto que estou a perder o controle, paro de jogar. Entro na Cardrunners e vejo um video de uma hora e volto, com mais e melhores ideias para aplicar.

Perder o controlo = Perder $

Para sermos melhores jogadores, temos de saber onde estamos a errar, e aprender e evoluir com os nossos erros. É importante termos noção disto. Parar para pensar é sempre importante, seja antes, durante ou depois das sessões.

Best of Luck guys ;)

10/22/2007

Resumo EPEC

Desiludido mas com o sentimento de dever cumprido... basicamente é assim que me sinto...

É daquelas situações onde temos noção do nivél de jogo que practicámos, e sabemos que foi muito bom, e onde simplesmente os resultados não apareceram.

Quero, em 1º lugar destacar a organização, trazer 200 jogadores de toda a Europa, proporcinar estadia em hoteis de 4-5 estrelas, animação, e cobertura constante do que se estava a passar, não está ao alcance de todos, e muito menos quando o acesso a este torneio que contava com 100.000 euros em prémios teve custo 0 a quem nele pode participar. O EPEC foi, e tenho a certeza que continuará a ser um sucesso! Outra palavra especial, para Jomané, Pedro, Nya, Caco e os demais que sempre estiveram ali prontos a ajudar no que fosse preciso. Parabéns também á Everest, obviamente, fizeram um bom trabalho.

Sobre o torneio em si...

Começámos com 8k fichas, e tinha como estratégia perder algum tempo a estudar os adversários, para começar a fazer moves sobre eles na fase inicial. Resumindo, havia apenas 3 jogadores com que me tinha de preocupar, 2 da Noruega muito bons jogadores e um Françês que ganhou bastantes fichas no inicio do torneio, e que era muito agressivo pos-flop. O resto da mesa era ultra-tigh e tinha um donkey françês á minha direita.
Quando já tinha acumulado fichas suficientes, envolvi-me num pot com o norueguês á minha esquerda e o donkey na direita...

Não me recordo das stacks de cada um, mas depois de um raise para 600 pf do françês com quem eu queria jogar pots, eu dou call com k10 (paus) e o norueguês tb call, e as blinds 100-200 fold. Flop vem J96 ( 2 paus) e o donkey aposta 200, eu faço raise para 800 o outro call, e donkey fold. O turn vem um Ad, e eu dou check, na esperança de fazer check raise caso a aposta dele fosse a rondar as 1000-1200 fichas, mas ele aposta 2400 fichas o que me deixou sem fold equity para fazer um semi-bluff num push, pelo que decidi dar call e correr por uma Q ou club, que não apareceram no river e me obrigou a largar a mão com mais uma bet de 3600 do meu adversário. Faço muck e ele mostra 44, disse-lhe NH Sir, but i was beaten!;) Perdi bastantes fichas nesse pot e acabei por chegar ao intervalo com 4k fichas e almost dead.

Após o jantar, na primeira mão tenho QJ, faço raise e levo as blinds, na segunda mão recebo AK, e o donkey faz raise, e eu push obvious e ele call com KJ, a board nada trouxe, ou melhor trouxe Q10x, mas o meu AK aguentou e passei a ter 11k-12k, o que me permitia ter fichas para jogar. Nessa fase apesar do cold deck porque passei, fui-me aproveitando dos ultra-tigh á minha esquerda, sempre que o norueguês da direita me deixava roubar as blinds, e lá fui aguentando, roubando com Q2, 93, 10J. No nivel seguinte recebo KQ e faço raise no CO para 3k, ao que a BB responde com all in de 7k fichas, e tenho de fazer call, porque a estrutura e as fichas que tinha não permitia foldar, ele mostra 66 e o flop troxe um K e o river tb, e passei a ter cerca de 22k, ficando na média, sendo que a média é short, como todos sabemos.

Nesta fase chegou o ChipLeader e vencedor final do EPEC á minha mesa, nunca vi ninguém running so good num torneio, como aquele sueco... Depois de 3-4 jogadores que eliminou, procurei meter conversa com ele, tentando proteger as minhas blinds já que ele falava quase sempre antes de mim, e quando quase todos tinhamos 15k-30k de stack, ele tinha 120k -_-... Cada vez que eliminava um eu só dizia " Man, if u raise and i have Aces, i fold!!" é obvio que não foldaria, mas queria dizer-lhe que quando fizesse um move ele tinha que foldar...lolololol, e assim foi, já com as blinds em 2k-4k antes 400, ele fez limp UTG+1, e eu push de 19k, e ele fez fold... tinha K10o nessa mão e fiquei com 29k... o que me permitia respirar mas não descansar.

Nesta fase estavam cerca de 51 jogadores ainda em jogo, e o chip leader acabou com as brincadeiras, raise para 12k e 18k quando as blinds passaram para 3k-6k em quase todas as mãos, e nessa fase nem uma figura ou PP me saía, foi 1h-1h30 de cold deck, onde 23, 82, 72, 93, 86, and so on, and so on eram a única coisa que tinha de fazer fold.

Quando faltam 3 para os 36 finais, estou com umas miseras 15700 fichas e tenho de pôr a BB de 6k e antes 500, um dos gajos que estava muito short com 8300 fichas vai all in e ng paga... faço call sem vêr as cartas dos 2300 e viro 83 contra A2 do italiano... oh well... novidades... flop AAx e fico com 6900 fichas, quando alguém perde noutra mesa, passando a ficar apenas 2 para os 36 que passavam.

Sou SB e por isso fico com 3400 fichas atrás, o gajo do CO faz push da stack que eram mais de 28k, tudo folda e eu com J6 tenho uma decisão de duas para tomar:

1º Faço fold e rezo para 2 gajos perderem antes que seja blinded out e passo ao dia 2 com 500-1000 fichas

2º Faço call porque provavelmente tenho 2 cartas vivas, correndo o risco ou de ser eliminado ou de ganhar um pot de pelo menos 25k caso a BB fizesse fold, ou ainda maior que isso caso fizesse call como veio a acontecer. Caso ganhasse a mão ficaria com fichas suficientes para o dia seguinte.

Como muitos de voçês sabem, entre a primeira e a segunda, eu opto sempre pela segunda. As odds eram favoraveis ao call, e 400 euros não muda a vida de ninguém nem o põe mais rico, e eu decidi arriscar.
Curiosamente, e contra as minhas expectativas a BB tb dá call de toda a sua stack com AT ( WTF!!!!!!!!!), CO mostra AK, e eu o meu valente J6. O resto já todos sabem, flop trouxe 655 ( o que motivou um bruaaaa na sala, ao que eu disse, "calma, que ainda não ganhei nada"), turn um K e river um T.

GG NRReis!

Quero dar os meus sinceros parabéns ao Oversleep, pelo 3º lugar alcançado, ficou mais uma vez provado o grande jogador que ele é! Não pude ficar, mas fiquei a torcer na viagem para casa, para que ganhasses aquilo. :)) Um abraço e continuação de bons resultados.


Acabo como começei, desiludido mas com o sentimento de dever cumprido.

10/18/2007

EPEC

É já neste fim-de-semana que se realiza o Everest Poker European Championship, um nome bastante pomposo para um torneio de 100.000 € ao vivo, que este ano se realiza em Vilamoura.

Apesar de não ser para mim uma casa de eleição, devo dizer que o tráfego lá em cash games é bastante bom, quando comparado com casas de outras redes.

Agrada-me também que eles tenham uma equipa de jogadores profissionais a participar em vários eventos, só é pena, que nenhum seja ainda português. Mas com o boom do poker em Portugal, e com a aposta declarada de várias casas em jogadores nacionais, é natural que mais tarde ou mais cedo aconteça.

Sobre o torneio... o meu apuramento, como se devem recordar, foi no único satélite live que a Everest anunciou para Portugal e que se realizou em Junho ou Julho em Vilamoura. Tive a "habilidade" e a "sorte" necessária para levar de vencida aquela etapa, e sábado lá estarei a defender as cores nacionais.

Sinceramente não faço ainda ideia que tipo de jogadores irei encontrar... se têm experiência live... se têm grandes vitórias online... se jogam só torneios ou apenas cash games... não faço mesmo a mínima ideia. Mas apareça o que aparecer, garanto que não vão ter tarefa fácil, até porque estamos a jogar em casa!! LOLOLOLOLOL

Na sexta haverá uma recepção aos jogadores, e certamente será uma excelente oportunidade para trocar experiências e travar conhecimentos com uma realidade que me é de todo estranha... porque sinceramente não conheço um único nick que joga lá!:)) (tirando o meu)

Por isso vai ser um pouco estranho, qd alguém disser " ai e tal.... sou o XXXX costumo jogar 1-2 e 2-4, já me deves ter visto..." Não, amigo... não faço a minima!!:)))

Também ainda não tenho conhecimento da estrutura do torneio, mas espero que não seja tão turbo como os solverdes... alguém me disse que seria 8k fichas iniciais, com níveis de 45m, mas procurei na net e não encontrei informação sobre o assunto.

Como sempre, irei tentar fazer o meu melhor, tomando as decisões certas na altura certa, e less but not least...que os Poker Gods estejam comigo.

Segunda trago novidades, e relatos da experiência, até lá

GL at the tables!;)

10/10/2007

Winning Players

O primeiro passo é percebermos o objectivo... ganhar dinheiro!

Não fazermos "fancy" moves, não fazermos aquilo que era "suposto" fazermos, não ser super-agressivo como muita gente pensa que tem de ser, resumindo, tudo aquilo que achares importante para seres um jogador ganhador... FAZ! Lê forums, joga muitas mãos, pensa e estuda o teu jogo, pede opiniões... a partir deste ponto, a estratégia provavelmente não será o grande problema do teu jogo.

O que é importante:

1- Primeiro que tudo, estares em condições físicas e psicológicas de jogares o teu "A" game. O poker não é um jogo fácil. Uma das ratoeiras em que todos caímos é assumirmos previamente que os fishs são tão maus, que se jogarmos o nosso game "B" ou "C" conseguiremos na mesma ser lucrativos. Na verdade, estamos errados. Quando jogamos poker não estamos apenas a jogar contra outros jogadores mas também contra a casa através do rake, e o mais provavél é nem conseguirmos bater a casa quando jogamos o nosso "C" game. Um dos problemas de começar a jogar o nosso game "C" é que quando nos damos conta da realidade, já o estamos a fazer há muito tempo. É importante parar e voltar apenas quando estamos no nosso melhor.

2. Não "dar" dinheiro! E não estou a falar apenas de bluffs, estou também a falar das vezes em foldamos mãos decentes a apostas pequenas, foldar monstros porque "ele" de certeza que tem nuts, etc... Qualquer pessoa que esteja a "lutar" com o seu jogo, estará certamente a "dar" dinheiro uma grande parte das vezes. Se revermos as sessões de forma pormenorizada, iremos encontrar várias situações onde literalmente demos o nosso dinheiro. Jogar o nosso melhor e não "dar" dinheiro terá certamente um grande impacto no winrate de um jogador. Outro exemplo sobre estarmos a "dar" dinheiro, é também as vezes em que não fizemos value bet com top pair no river contra o calling station da mesa.

3. Não tornes as jogadas do fish correctas. Se utilizarmos uma boa selecção de mesas e também de posição na mesa, vamos ( e queremos) encontrar jogadores mt maus. Estes maus jogadores vão fazer jogadas estranhas, e é preciso que nos ajustemos. Se não o fizermos, estaremos a tornar as suas jogadas más em boas jogadas. Quando fazemos um bluff a um calling station, acabámos de fazer o fish um jogador melhor que nós. A maior parte dos fish têm altos VPIP, na tentativa de terem sorte no flop. Normalmente o que fazemos é castigá-los pré-flop com mãos melhores e obrigá-los a pagar caro os flops. Imaginem que fish dá call e nós com QQ fazemos raise para 14BB e call again. O flop vem T66, fish check, nós bet pot, fish push... u call??? U call e fish mostra A6o, ou seja, acabamos por tornar um estilo -EV de andar atrás de flops, num estilo lucrativo. Isto é apenas um exemplo, e certamente há outros que transmitem melhor esta ideia.

O que não é importante:

1. "Decisões" difíceis. Se estiveres a jogar uma mão e estás perante uma decisão mesmo difícil, e não sabes qual será o melhor movimento, o mais certo é não ser importante! Se é uma decisão mesmo difícil, o mais certo é que as escolhas em termos de EV sejam muito próximas. Claro que podes ter perdido um pot enorme, por teres tomado a decisão errada naquela situação, mas se estiveres a pensar no range de mãos, provavelmente será uma decisão EV0. Estas situações difíceis são interessantes de analisar porque são muito próximas em termos de EV e complicadas, mas a realidade é que têm um efeito quase 0 no teu winrate a longo prazo. Verificas isso facilmente, sempre que fazes um post de uma mão, e os "posters" mais respeitados tomam decisões diferentes naquela situação. Provavelmente haverá uma decisão melhor que a outra, mas são todas de EV muito próximas.

2. Pequenos detalhes sobre o teu jogo. Podes estar a jogar com um VPIP de 15% ou de 30%, podes completar na SB com 710o ou não, na realidade este tipo de detalhes podem ser ligeiramente EV+ ou EV-, mas de facto têm muito pouco efeito entre seres um jogador ganhador ou não. O que não deves NUNCA fazer é jogar fora da tua zona de conforto, seja em termos de estilo ou banca. Sempre que quiseres experimentar um estilo diferente aconselho vivamente a descer 2 níveis nos limites que habitualmente jogas. Não completes com mãos marginais na SB se não te sentes confortável pos-flop. Claro que foldar 10Jo na SB pode ser considerada uma leak no teu jogo, mas é uma leak pequena e que não merece muita importância.

3. Situações marginais. Durante as sessões irás encontrar muitas situações destas, poderias foldar todas essas mãos que certamente não alteraria o teu winrate de uma forma evidente. Por outro lado, é muito fácil cometer grandes erros nestas situações, e que irão pesar no teu winrate. Isto é uma especie de Reverse Implied Odds. Raramente é mau sermos "fracos" nestes spots. Muitas pessoas têm medo de serem considerados "weak" ou faceis de os pôr fora da jogada, mas isto não é necessariamente um problema, a não ser que alguém se esteja claramente a aproveitar-se disso e está na hora de lhe armar uma "armadilha".

GL at the talble

tradução de http://forumserver.twoplustwo.com/showflat.php?Number=6251739

10/03/2007

Bloggers Championship

Online Poker

I have registered to play in the PokerStars World Blogger Championship of Online Poker!

This Online Poker Tournament is a No Limit Texas Holdem event exclusive to Bloggers.

Registration code: 4708517

9/13/2007

SMART

SMART é uma formula criada por Alan Schoonmaker para a revista Cardplayer que nos ajuda a traçar metas e objectivos no poker.

Que medida usam para se sentirem satisfeitos ou insatisfeitos no vosso desempenho?

Não nos podemos contentar em estarmos satisfeitos por andarmos a ganhar nos últimos dias ou insatisfeitos por há 2 meses estarmos num cold deck horrivel. Podemos andar a ganhar menos que o nosso potencial ou estarmos numa variância negativa, dando um exemplo. Por isso a melhor maneira é traçar um plano, de curto, médio e longo prazo, e anotar o que precisamos fazer para atingir essas metas.

Que objectivos escolher? é aqui que entra a formula SMART


Specific - especifico

Termos o objectico de ganhar dinheiro ou jogar melhor é muito vago. Use objectivos de winrates, como bb/100 ou alcançar 15% ROI em sng´s de 6.5$.

Measurable - que possa ser medido

Ou seja, dando o exemplo do EPT, ninguém consegue um ROI de 100% jogando a vida toda todos os EPTs, porque é algo que não pode ser medido mesmo que se viva alguns séculos. Ter como objectivo ter um ROI de 100% nos próximos 600 torneios é muito mais aceitável.

Achievable - que se possa alcançar

Limite-se a objectivos que se possa realmente alcançar. Se por exemplo andas a jogar nl25 deves ter no curto\médio prazo o objectivo de subir o winrate para x bb/100 ou mesmo manter o winrate em nl50. Não faz sentido querer conseguir 5 bb/100 em nl400 dentro de 2 meses.

Relevant - que seja relevante

Neste ponto é o equilíbrio entre o que pode ser alcançável e o que nos pode deixar satisfeitos ou orgulhos de atingir. Convém ser um objectivo que nos deixe orgulhosos em atingir, se o objectivo for continuar a ganhar 400$ mês que é algo que você já faz, acaba por ser um objectivo que não vai trazer nada de novo.

Time-based - baseado no tempo

Estabelece sempre datas para os teus objectivos. Se o objectivo for melhorar o winrate em 30% num mês, passa a ser um objectivo onde no final desse período podemos avaliar o sucesso ou insucesso do objectivo e traçar novos objectivos no mês seguinte. No entanto se objectivo for o mesmo, mas sem data, podem passar 5-6 meses até conseguir melhorar o winrate e nessa altura já estás desmotivado.



Pegando neste sistema vou dar um exemplo de como deve ser aplicado:

Curto prazo: 8bb/100 em NL50 em 2 meses
Médio prazo: 5bb/100 em NL400 num ano
Longo prazo: ser EV+ em NL2000 em 3 anos

Depois e no seguimento dos objectivos traçados, é importante escrever um resumo do que se acha necessário para atingir esses objectivos, por exemplo:

Curto prazo: menos bluff no river, não fazer slowplay dos meus sets, colocar mãos no fórum regularmente, ler atentamente os comentários de jogadores experientes, ver o video X ou ler o livro Y.
Médio prazo: Melhorar concentração, estudar o jogo do jogador W, evitar ser previsível.
Longo prazo: jogar em mesas difíceis para ganhar experiência, estudar timing tells, explorar os erros dos regulares.


Depois disto é importante que você se auto-presenteie depois de atingir cada objectivo. Comprar o Tlm que tanto queríamos, ou o capacete do Rossi, ou a PlayStation 3, qualquer coisa que seja do nosso agrado e que nos faça pensar que foi graças ao objectivo X que conseguimos ter isso. Acho isto muito importante.


Escrevi este texto, porque na minha consulta diária dos blogs de jogadores, conhecidos e menos conhecidos, descobri este texto que me pareceu muito útil a todos os jogadores. Por isso resolvi transcrever e adaptar para o meu blog. TY Roberto R.

Abraços

9/07/2007

Agressividade

Boas,

este post serve para "tentar" passar a forma que eu entendo correcta de jogar em momentos cruciais de torneios.

Surge no seguimento do comentário do Nuno Catita sobre a minha jogada no 8r do ultimo post e por já ter sido criticado por várias vezes a minha forma de jogar pouco convencional quando comparada com jogadores mais conservadores.

Há pelo menos 2 situações que irão sempre acontecer em torneios, um é a entrada no dinheiro, o chamado bubble play, e outro é quando a nossa stack atinge um M ( stack/ (blinds+antes)) baixo.

Nestas duas situações tenho sempre os seguintes pensamentos em conta:

- Que stack têm os meus 2-3 adversários á esquerda e á direita
- Forma que jogaram durante as duas ultimas rondas
- Estrutura de prémios
- Tempo para subirem as blinds

Dando o exemplo do 8r:

Estavamos 136 jogadores e faltava caír um para entrar no $. O primeiro pensamento de 90% dos jogadores que chegam a esta fase é estarem quietinhos para pelo menos ficarem no $, e esta regra aplica-se apartir do momento em que faltam 10-15 jogadores para ITM. O que 10% dos jogadores fazem é aproveitarem-se desta situação e obrigá-los a foldar mãos que noutra altura qualquer eles não foldariam. Há jogadores que na eminência de entrar no $ até AA foldam. Eu não recrimino, antes pelo contrário, se a táctica para o torneio foi ficar ITM deve ser seguida até ao fim. E desta forma não têm de se queixar das badbeats que levaram quando estavam quase lá.

Nesta fase e sempre que a minha stack me permite, normalmente com os jogadores á minha esquerda cobertos, faço shove grande parte das vezes com any2 nomeadamente no CO, Button e SB desde que o pot ainda não tenho sido raisado por ninguém. A maior parte das vezes todos os jogadores por falar foldam, e eu ganho 1 ou 2 rondas de blinds.

No caso especifico do 8r, tudo fold até mim e eu na SB tenho A6, que até é uma mão legitima para dar raise na BB. Imaginemos então os seguintes cenários:

1º Eu faço raise 3x e a BB push - Resultado= FOLD pq não posso pagar tanto com A fraco independentemente dele poder estar a fazer um move sobre um possivél steal. Ou então faço um call "estupido" porque tenho um A e o mais certo é estar dominado.

2º Raise 3x BB calls e vem uma miss board - Resultado= Continuation bet (80% das vezes) e BB push e nós fold, ou então check e perdemos o pot.

3º Eu faço push e arrisco-me a:

- Roubar a blind se a BB fizer fold ( algo que vai acontecer 90% das vezes)
- Ser chamado pela BB

Nas muito poucas situações em que BB faz call arriscando a eliminação no torneio, normalmente estou dominado por uma mão melhor que a minha, no entanto, e convém nunca esquecer este pormenor, vai haver uma % de vezes suficientemente boa em que vamos ganhar a mão.

Considerando o mesmo exemplo do A6 vs QQ estamos perante uma situação de 30-70, o que quer dizer que 30% das vezes vamos ganhar a mão e ficar numa posição muito confortável no torneio, que nos poderá levar á FT que é onde está o dinheiro. Na minha opinião prefiro arriscar acumular fichas em situações onde sei que 90% das vezes, e por todos os motivos apresentados, a BB vai fazer fold e onde vou ganhar blinds importantissimas para a fase seguinte do torneio. Mesmo sabendo que posso ficar fora dos primeiros prémios.

Dando um exemplo que aconteceu hoje num sit de 180 jogadores, quando estavamos cerca de 25 ( pagava a 18), tenho cerca de 12k na SB e jogador na BB umas 8k e eu recebo 105o.

Um jogador conservador faria fold porque 105o é horrivél de se jogar e eu concordo. Utilizando a minha estratégia fiz push e a BB faz call com QQ ( hoje em dia parece que têm sempre mão) ou seja, estou super dominadissimo tipo 15-85, mas o flop trouxe um 5 e o river um 10 e eliminei um jogador ficando no top5 do torneio que mais tarde acabei em 4º lugar. Este 4º lugar equivale a 7-8 ITM que pudesse conseguir caso jogasse de forma mais conservadora. Por isso prefiro arriscar mais em momentos onde a cabeça dos jogadores não está nas cartas mas sim no $. Este conceito, também o aplico sempre que estamos perto de uma subida no patamar dos prémios ( desde que seja significativo, e não mais 3$ no proximo nivel, dando um exemplo).

Resumo: Sem correr riscos e sem picking spots é muito dificil chegar na frente, sei que há alguns jogadores online que sofrem ( e bem) do sindrome de good runs de cards durante os torneios ( ouvi dizer que o TC é um deles, mas é um mito :))) ) no meu caso infelizmente isso não acontece, e por isso sou "obrigado" a jogar muito mais lose e de forma agressiva para construir stack que me permita chegar as FT de forma saudavel.

Aceito e compreendo todas as criticas daqueles que têm uma forma mais conservadora de abordar o jogo, e que tentam escolher mãos melhores, porque na eventualidade de serem chamados asseguram uma maior % de sucesso, do que as mãos que eu apresento. Concordo! São estilos... Mas e quando as mãos não aparecem? Desta forma opto por jogar com a stack, com os jogadores, com o momento e menos com as cartas.

Pessoalmente prefiro jogar assim, e no entanto compreendo quem não o faz. Foldar qualquer uma das mãos que eu apresentei não é mau jogado, nas mãos seguintes posso ter melhores cartas para fazer o mesmo... Mas o poker não é um jogo de cartas... É um jogo de apostas.

Ainda hj o meu grande amigo Zumy deu uma lição de jogar FEARLESS POKER com transmissão para todo mundo. No fim ganhou, e todos temos de lhe dar os parabéns!

Foi SHOW DE POKER!!!!!!!

Abraço a todos

9/02/2007

Sick Sessions and a candy...

As ultimas sessões têm sido horriveis, a subida para nl50 não foi pacifica, porque acabei sendo "demasiadas" vezes sacrficado por rivers manhosos...

Tinha muitas mãos para pôr aqui, mas enfim, nada que não aconteça a todos e como jogo um numero de mãos muito superior ao normal acaba por me acontecer mais vezes nas mesmas sessões.

Essas situações juntamente com o facto de quando tenho mão não ser pago, enerva-me, e as sessões acabam por correr pior do que já estavam.

Mas pronto, nada de muito preocupante, preciso de continuar a manter-me focado, e evitar ferozmente a vontade de ir para nl200 ou nl400. Provavelmente vou fazer mais uma semana em nl25 porque apesar de continuar algo acima do inicial, aquelas mãos alteraram o meu estado de humor, e também me faz bem ser capaz de dar 1 passo atrás sempre que necessário.

Hoje cometi o pecado de ir jogar PLO 200, hmmm, tenho muita pouca experiência com este jogo, mas sinceramente PLO fascina-me. Em Barcelona estive algumas horas a ver jogar PLO e aquilo é um jogo louco. A sessão deve ter acabado algo positiva, mas não tenho bem a certeza porque o meu PT não importa essas mãos.

Depois da brincadeira fui jogar um satelizito de 6$ que dava 55$, pagava 7 entradas e infelizmente acabei em 8º. Devolveram os 6$! LLOLOLOLOL

Depois, e com o PLO nas veias, resolvi testar as minhas capacidades num satelite de 5000 fpps para o WCOOP #19. O resultado foi este...




Esta vitória teve ainda um sabor maior por ter sido em PLO. Seduz-me este jogo, talvez seja o espirito gambling... hehehehe

Isto também me faz pensar que descurei os torneios por completo. Acho que é uma das modalidades onde sou melhor jogador, e onde já tive alguns resultados de destaque na minha carreira. Provavelmente esta semana irei, juntamente com nl25, jogar uns torneiozitos. Como tenho 2 monitores sempre posso usar um deles para uns torneios enquanto jogo cash. Pessoalmente, e apesar de serem jogos completamente diferentes, não me faz impressão estar a jogar cash e torneios ao mesmo tempo. Acho que é uma questão de hábito, e até porque os nl25 é ABC e não preciso de tanta atenção como noutros niveis.

Um dia destes entrei no 8R, que como habitualmente paga a 135, fiquei em 132... O engraçado é que quando estavam 136 eu era o 48º... Foi assim, bubble play e eu estou a SB com A6 e tudo fold até mim, eu como tinha a BB coberta, tinha mais 5k do que ela, fiz shove! algo que tinha decidido fazer aos 3 jogadores á minha esquerda que estavam todos cobertos caso ainda estivessemos nessa fase da bubble e a mão fosse foldada até mim. Bom, a BB faz call e mostra QQ e fiquei com 5k GRRRRRRRRRRRRRR! Fui pouco depois. Acho que tenho de controlar melhor estes impulsos, mas que é um galo a BB ter ali uma mão decente para fazer call, lá isso é!!

Abraço a todos

8/30/2007

Barcelona e back on business

Viva,

Barcelona correu dentro do que estava á espera. No Sabado de manhã eu e o Leite lá fomos para Espanha e depois de uma semi-aterragem seguida de uma aterragem completa (lol qd o avião estava quase a pousar, parece que estava um avião no meio da pista, e foi só dar gaz para levantar de novo... surreal!) lá fomos para o Hotel Icaria. Nice Hotel, com internet free, bons quartos e uma piscina porreira, mas o mais importante é que era a 10 minutos a pé para o casino.

Sabado fomos jogar ring e acabei up 300 euros, tive a sorte de apanhar uma especie de ATM norte-americano que simplesmente ninguém entendia com que cartas ele pagava os raises dos outros jogadores.

Depois de uma noite bem passada, bem comida e bem bebida no Sabado só acordámos no dia seguinte por volta das 15h ou 16h, algo que se tornou hábito em Barcelona, para de seguida seguirmos para o Casino sempre até fechar.

Domingo foi ring outra vez, mas os Poker Gods não estavam do meu lado e acabei por perder 2 jogadas com QQ que me custaram 700 euros pelo que resolvi sair.

Segunda era dia de super-satelite, que sinceramente me arrependi de inscrever porque os rebuys eram a 200 euros, o que me limitava logo á partida porque não podia jogar á vontade como veio a acontecer. Numa primeira jogada perdi quase a stack toda num flush draw e tive de fazer rebuy, ainda tentei jogar alguns family pots mas as cartas não ajudaram e acabei o periodo de rebuys com 1010 fichas, fiz add-on e fiquei com 4010 e com a pressão de fazer um double up o mais rapidamente possivél para ter fichas para me poder mexer na mesa. Foi com esta táctica que vim do intervalo.

Após o intervalo e logo na primeira mão recebo AKo, há um raiser em early position e com 5-6 jogadores ainda por falar faço o meu primeiro push mas ninguém chama. 1 Orbita depois estou na SB com TT e um jogador que tinha perdido metade da stack na jogada anterior com um call ridiculo, e identificado por mim pelo pior jogador da mesa, faz raise para 600 e eu decido fazer novamente push e ele faz call com AQ.
OK, LETS RACE!!!

A board foi muito favorável com 952 no flop, o turn foi scary com 4 e o turn frustrante com um 3 que lhe deu str8. OH BOY......:( GG

Depois disto e durante o dia de segunda e terça não joguei mais. Acabei por passar os dias a vêr o pessoal a jogar e na conversa com o pessoal. Também andava um bocado mal do estomago e sem grande vontade de jogar ring.

Cheguei á conclusão que é EV- tentar o apuramento ( dentro das minhas possibilidades) no super-satelite com o formato actual, preferia muito mais ter gasto o mesmo $ ( sem contar viagem, hotel e alimentação) num dos satelites de 1000$ na stars. O field é mais reduzido, paga 1-13 e qd o valor não cobre outra entrada ainda há $ a distribuir pelos participantes. A próxima vez que me deslocar a Barcelona será ou em trabalho ou com uma entrada no EPT paga, não volto a jogar aquele torneio.

Quero também dar os parabéns ao Pedro Maluko pelo seu apuramento para o EPT, porque de todos os que tentaram foi o unico que o conseguiu, e foi pena o Chinoca e o Oversleep não terem aquela pontinha de sorte no final.

Back in Business

Depois de estar up um pouco mais de 400$ em NL25, achei que finalmente já poderia dar o meu pulinho a nl50 e caso as coisas não corressem bem voltava a nl25. Não tive tempo para jogar o numero de mãos que queria, mas acabei up 125$ em pouco mais de 400 mãos. Portanto, e apartir de hoje começo a mostrar gráficos de nl50, espero que a mudança corra bem, e que o $ começe a caír na conta :)))

Um abraço

8/24/2007

Mais uma paragem...

Boas,

esta semana pouco pude jogar, e amanhã sigo para Barcelona com a armada lusa. Espero que algum de nós faça uma graçinha e honre as cores nacionais em terras espanholas.

Mas voltando ao projecto, em primeiro o gráfico da porcaria de sessão que tive antes de ontem... eu tinha dito que perdi 96$ mas acabei por abrir uma mesa e recuperei um buy-in.



Hoje, como não tive de ir ajudar a patroa, fiquei por aqui e pude jogar um numero de mãos decente. Em termos de lucro foi a minha melhor sessão dentro do numero de mãos que tenho jogado.



E por fim, e já que não vou poder jogar no fim-de-semana, segue o resumo do desafio.




Neste momento estou com um winrate um pouco abaixo do esperado 4.4, mas mais umas sessões dentro dos valores que tive hoje, e vou certamente subir o valor das BB/100. Aliás, se levar em conta os dias de habituação ao nivel e jogadores, e mais propriamente aquela sessão maniac, acabo por estar a praticar um winrate razoável e a ter um ganho médio decente por sessão.


Volto em breve, um abraço a todos e GL Tugas

8/22/2007

Já andava a estranhar...

Bom, foram 749 mãos com um prejuízo de 96$... parei, não pelo valor porque são só 4 buy-ins, mas pela sequencia de mãos que passo a postar...

nut flush contra fullhouse...

http://www.pokerhand.org/?1399728

KK contra 33...

http://www.pokerhand.org/?1399738

um normal nut draw que não bateu...

http://www.pokerhand.org/?1399744

full contra full...

http://www.pokerhand.org/?1399750

full contra 4 of a kind...

http://www.pokerhand.org/?1399754

str8 contra str8...

http://www.pokerhand.org/?1399762

call horrivel com str8...

http://www.pokerhand.org/?1399764


ainda levei com outro 4 of a kind, mas agora não encontro...

sessão para esquecer... welcome to Pokerstars :(

8/21/2007

Pouco tempo para jogar...



Isto resume-se a 2 mini-sessões que joguei ontem (400 e poucas mãos) e hj ( cerca de 600 mãos). Nas duas sessões acabei up 60 e poucos dolares. Hoje a sessão não começou muito bem pq estive 3 buy-ins down mas consegui recuperar rapidamente com algumas mãos interessantes.

Tenho encontrado muitas diferenças entre o jogo manhã/tarde que normalmente faço, e jogo á noite... sendo que á noite parece-me muito mais fácil ganhar dinheiro, mas como só tenho uma amostra pequena não quero estar a tirar grandes conclusões. Mas assim que tiver mais tempo disponivél vou experimentar uma big session neste horário.

AAbraços.

8/19/2007

Resumo Semanal #1



Em primeiro lugar o gráfico do dia... Ao contrário de ontem procurei jogar de forma mais sólida ganhando mais pots pequenos e procurando fazer pot controle. Apesar do plano ser esse entrei logo a perder 2 buy-ins, em situações onde tenho overpair e sou batido por runner str8 em que o tipo tinha 88 e noutro runner runner flush. Chateia-me profundamente começar sempre a perder e passar grande parte das sessões a recuperar os suckouts iniciais, mas acho que é sina minha...lolololol

Biggest pots perdidos

este foi um dos que falei acima...
http://www.pokerhand.org/?1387938

esta mão é dificil de largar...

http://www.pokerhand.org/?1387944

Biggest pots ganhos

Esta nada de interessante... mas não acontece só aos outros...

http://www.pokerhand.org/?1387965

Nice river...

http://www.pokerhand.org/?1387971



Agora o resumo destes ultimos dias com as estatiscas





Já levo 14k mãos jogadas e tenho um lucro de 240$ o que dá quase 10 buy-ins. O meu winrate está muito aquém do esperado, mas com a sessão que fiz ontem é natural que isto tenha acontecido. Assim que tiver 50k tenho a certeza que terei um winrate melhor... até porque me sinto muito mais adaptado ao estilo de jogo praticado nestas mesas do que quando começei.

Pena é que esta semana terei muito pouco tempo para jogar... só mesmo no fim do dia é que poderei realizar algumas mãos, pelo que só deverei postar resultados de 2 em dois dias de forma a poder juntar um numero decente de mãos.

Continuação de bom domingo :)

Maniac Style...



Bom... nem sei bem que tipo de comentários deva fazer desta sessão...

Eu ando a tentar adaptar-me a estes niveis e tenho adoptado estratégicas diferentes todos os dias para tentar perceber qual a mais rentavel.

Tenho chegado á conclusão que fazer raises de 3-4-5bbs não afasta nem blinds nem limpers dos pots, e dificilmente consigo isolar este ou aquele jogador com raise. Ainda não tenho a certeza se o melhor é participar em family pots com pares baixos e com suited conectors e dar raise apenas com pares altos... Exemplo 910s no butão 2 limpers eu raise para 1.25$ tudo calllll.....grrrrrrrrrrrrrrr
Tudo quer ver flops é simplesmente.......Lindo!!!:)))

Hoje senti-me aborrecido por volta das 2k mãos porque o lucro estava a ser miseravel, e resolvi fazer uns open push, e uns push no flop com top pair e outros pushs em open ended str8 ou flush draw, é facil de ver pelo gráfico que não ganhei nem umaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.......... dassssss quando dei conta já tava bem down e tive de fazer horas extras para pelo menos acabar a 0.

Ao menos isso.... depois te estar down quase 8 buy-ins acabar a 0 foi obra...

Também a imagem que tinha nas mesas ajudou bastante, porque aquilo era pushs a torto e a direito, mas depois mudei a engrenagem e os donkeys começaram a pagar as minhas mãos decentes.

Apesar de tudo sinto que estou a encontrar um ponto de equilibrio na forma de como se deve jogar em NL25, penso que esta sessão apesar de ser penosa e longa me fez ver outra forma de encarar o jogo.

Intéeeeeeeee

PS. Tou todo rotoooo

8/17/2007

Not so good...but still up



Mais uma vez us ups&downs fazem parte da minha sessão. Estive mais de 3 buy-ins ups a meio da sessão e acabei a "lutar" para acabar um up. Não foi mau mas fiquei longe do winrate que espero ter nas sessões.
Praticando um jogo agressivo e sem medo de pôr as fichas todas no caldeirão acabo algumas vezes por me pôr em situações que se jogasse mais passivo e tentasse vêr o flop mais barato, talvez lucrasse mais. Esta é uma dessas situações...

http://www.pokerhand.org/?1381466

O meu reraise foi algo exagerado e depois de meter 10$ não fui capaz de foldar 15$. Estava muito agressivo na mesa e achei que ele poderia estar a fazer um moove. Apesar de tudo não desgosto totalmente da forma como joguei a mão. Só não gostei do K no flop. heheheeh

Esta foi outra escusada...

http://www.pokerhand.org/?1381515

Se faço pot control no turn, tenho de fazer pot control no river quando não completo o meu flush e faço 2 pares... a bet dele no turn indica que o 4 ou deu-lhe str8 ou set, e eu simplesmente borrifei-me em toda a informaçaõ que ele me deu... desta não gostei do push no river.

Sobre grandes mãos ganhas, não tenho grande coisa a destacar, ganhei muitos small pots e poucos big pots, como podem ver pelo gráfico, mas ponho os maiores que encontrei...

um push em flush draw pela stack...

http://www.pokerhand.org/?1381532

adoro castigar o slowplay...

http://www.pokerhand.org/?1381540

e por ultimo um donkey call

http://www.pokerhand.org/?1381548

Olhando a frio para este push no flop não tem muita lógica, mas o gajo era muito donkey e só ficou com 13$ no flop. Dando call ao meu 3bet coloquei-o em QQ e sabia que ele pagava o meu push no flop. Afinal tinha 55 OMFG!!!!!

Thats all folks :)

8/16/2007

Dia 2



Esta sessão não começou muito bem, mas o desfecho acabou por ser o esperado. Curiosamente o meu PT contabilizou os mesmos 1600 minutos que tinha jogado ontem. Como joguei menos umas mãozitas acabei com 5.62BB/100, sensivelmente igual ao que tinha feito ontem.

No total da sessão tive 35x AK, e perdi $, outra mão que ficou muito aquém do esperado foi KK que tive umas 13x mas onde só lucrei um buy-in, mas que também não foi mau porque corri 2x contra AA e perdi e perdi outra contra set de 5s. Felizmente nenhum dos jogadores tava full stack na mesa e o prejuízo não foi maior. A maior parte dos downswings que aparece no gráfico deve-se a essas mãos e a outras onde bati em AA, por acaso é das sessões onde mais AA apanhei pela frente.

Vou colocar aqui algumas mãos da sessão de hoje:

http://www.pokerhand.org/?1377994

Nesta primeira mão cometi um erro de principiante, não tinha informação sobre o adversário e acabei por dar call. Estão 14$ no pot e achei que ele poderia estar a fazer push com AQ ou AT já que nunca demonstrou força em nenhuma street. Mas o call no turn devia-me ter feito suspeitar de qualquer coisa, mas como havia um flush draw na mesa só me passou que poderia ser um draw falhado.

http://www.pokerhand.org/?1377988

Esta foi contra o mesmo, e quase de seguida, possivelmente pensou que estaria tiltado
e acabou por dar um call bastante estupido, nice one:)


http://www.pokerhand.org/?1378013

Este é um daqueles casos que o slowplay é bem empregue apesar de ser perigoso por estarem 4 jogadores no pot depois de um raise de 5BB, qualquer par acima do meu 8 poderia dar o full house a outro jogador, mas valeu a pena o risco!

http://www.pokerhand.org/?1378031

Depois de ter feito por 2x 3bet nesta mesa com KK, e não ter tido acção resolvi jogar a mão mais devagar, e pronto, o resultado tinha sido o mesmo... só um A no flop me tirava dali... foi uma das vezes que bati na parede:)

http://www.pokerhand.org/?1378059

E este foi o unico AA que deu $ os outros foldaram todos e ainda perdi com AA para um short que fez quads com 77:\

No fim de semana apresento as minhas estatisticas do PT de forma a ter uma ideia mais precisa de alguns valores, já que por essa altura terei cerca de 10k mãos neste nivel.

AAbraços

8/15/2007

Gestão-Projecto-Motivação

Este titulo é logo á partida um pouco estranho, mas eu passo a explicar.

Desde Janeiro que, como todos sabem, me dedico só ao poker. Posso dizer que durante meio ano as coisas corriam bem e tirando algumas beats aqui ou ali, não me podia queixar. Meses houve em que tirei cerca de 6 a 7 vezes o meu ordenado "antigo". Nesta fase, e devido a outros projectos onde estou metido, retirei quase todo o meu bankroll, ficando com migalhas... Até aqui tudo bem! O grande problema veio, quando continuei a jogar os limites que jogava com um bankroll muito, mas muito abaixo, do "normal". Se para um jogador "normal" 20 buy-ins chegam para andar a saltar de nivél, para um jogador profissional esse numero na minha opinião deverá ser entre 40-50 Buy-ins, porque obviamente entendemos a variancia e não nos podemos dar ao luxo de falir.

Esta falta de disciplina tem-me custado alguns dissabores e depois de levar na cabeça algumas vezes também não me apetece depositar 10k numa sala para jogar nl200 ou nl400. Por isso, pensei bastante qual seria a melhor forma de lutar contra as minhas dificuldades psicológicas, que são:

1- Jogar abaixo dos limites que jogo
2- Jogar sempre dentro da bankroll
3- Jogar 8 horas dia
4- Controle emocional
5- Motivação para não estar a pensar em ganhos monetários a curto prazo

A melhor forma de evoluírmos não só como jogador mas também como ser humano é sermos capazes de pensar e analisar os nossos erros, mas acima de tudo arranjar estratagemas para solucioná-los. É esta capacidade que nos distingue do mundo animal.

Tenho pensado muito nestes ultimos tempos... sobre as duas primeiras dificuldades lembro-me de várias conversas com o Cool Kid em que lhe dizia que não ganhava em nl25 ou nl50 mas que tinha bons resultados em nl200 ou nl400, e ele respondia-me que somos nós que nos temos de adaptar ao jogo e não o jogo a nós, e que apesar de ele também não ser exemplo, jogar dentro do bankroll é fundamental para se ter sucesso nesta profissão.
Os pontos 3,4 e 5 têm a ver comigo próprio, ao contrário do que alguns pensam, jogar 8 horas de poker em cash games todos os dias é muito desgastante, não é facil aguentar tanto tempo multitabling a jogar bem, temos de ser capazes de ter noção do momento que se atinge o ponto de inflecção e a qualidade do nosso jogo começa a caír. Um ponto para mim importante é o 5, vou ter de fazer algum sacrificio inicial e não pensar se ganhei 15$, ou 80$ ou se perdi 50$ num dia. Para quem tinha oscilações na banca de 2k-3k acaba por ser ridiculo dizer que no dia tal ganhei 100$, mesmo que isso represente 4 buy-ins. Quero ofuscar-me destes pensamentos e pensar que dentro de 3-4 meses estarei de novo onde o meu nivel actual me permite estar. Acho que com tudo isto quando chegar a nl200 serei um jogador mais forte e com mais qualidade.

Um dos motivos pelos quais partilho estes pensamentos, é o facto de este blog já ser lido por muitos amigos e conhecidos, mais até dos que inicialmente pensava que poderia ser lido, mas que me dá muito agrado.

Desta forma, e concluíndo, vou procurar actualizar mais regularmente os meus resultados desde nl25. Resolvi depositar quase 1000$ e traçei um projecto de subida ou descida de niveis muito mais conservador do que sempre fiz. Acho que vai ser giro, poderem seguir desde o nivél mais baixo que sou capaz de jogar, toda a evolução que irei ter até ao final do ano.

Claro que podem pensar que com 1k já podias jogar nl50, sim, é verdade, mas a variancia existe, e vou precisar de algum tempo para me adaptar a estes niveis e vou jogar com jogadores que não conheço. Pretendo jogar 2000-2500 mãos diariamente, e espero conseguir uma média de 6bb/100. Pretendo subir para nl50 quando tiver 35 buy-ins ou seja, 1750$, e só voltar a subir para nl100 quando tiver 5000$. Ou seja, vai ser a fase mais estagnante deste projecto, mas é a forma "psicológicamente" mais confortável de encarar swings normais.

Começo amanhã! :)

Abraços

-------EDIT-------

Começei hoje :))


Foi uma sessão de 8 tabling com alguma variancia, mas que acabou positiva dentro do numero de mãos que pretendo fazer diariamente.

Quase 3 buy-ins up, e que só não foram 7 porque aconteceu esta mão...

http://www.pokerhand.org/?1374988

Sinceramente não gosto do miniraise no flop, até porque detesto fazer isto, mas com tanta janela a apitar ( 8 mesas :p) deu nisto. No entanto sei que ele não ia largar e acabei por conseguir que ele fizesse o push. Pena que o final não me fosse favorável. Depois desta mão diz 2 pushs em flush draw que acabaram por não passar disso, e daí o aquela descida no gráfico. É engraçado, porque sinto-me obrigado a jogar 8 mesas nestes niveis. É a unica forma de não "inventar" e jogar ABC, porque também é a unica forma de ganhar nestes niveis. Jogadas nivel 2 e 3 nestas mesas não resultam, se o tipo aposta 1$ com bottom pair, e diz-me á descarada " EU TENHO BOTTOM PAIR" não me adianta subir para 6$ com "ar" porque o tipo não larga. Por isso não inventar é fulcral, e dessa forma não tilto com a estupidez alheia...

8/13/2007

De volta ao trabalho!

Acabaram as férias este ano! :(((((

Em Janeiro gostaria de tirar uma semanita para ir esquiar, mas vamos esperar e ver como correm as coisas até lá.

A viagem ao Brasil correu bem, ou melhor, a estadia e a companhia correu bem, porque a viagem foi mesmo para esquecer. Paguei um vôo directo para Porto Seguro que duraria cerca de 8h, e os palhaços da Terra Brasil juntaram tudo num vôo com escala em Salvador e puseram os "pretos" no aeroporto umas 8 horas á espera de ligação para Porto Seguro. Demorou umas 19h entre sair de Lx e chegar ao hotel... :(

Porto Seguro tem alguns encantos, mas sinceramente gostei muito mais de Fortaleza. A vida lá é bastante cara e os turistas são exageradamente assediados para comer nos restaurantes, ou comprar artesanato ou comprar tudo e mais alguma coisa. A determinada altura acaba por ser desgastante sair do conforto do hotel.

Mas também tem coisas muito porreiras, alugamos um buggy para passear pela cidade e acabámos numa praia muito fixe que se chama Praia das Tarturagas. Andámos de cavalo em Trancoso, vimos uma baleia que tinha dado á costa. Bebêmos umas caipirinhas e comêmos umas lagostas :) No final foi positivo!

Durante a semana houve um torneio na wingows que não pude jogar. Segundo as minhas fontes aconteceram coisas que sinceramente me deixam bastante triste, e mais lixado fiquei quando soube que após a minha saída fizeram acordo. Pessoalmente fui um dos que mais contribuí com pontos naquela sala, e depois de tudo o que aconteceu não me vejo a participar noutra iniciativa destas. Eu desde que recebesse 350 euros que é o que vou gastar em viagem e hotel, já ficava contente. Mas parece que outros valores se sobrepôem aqueles que considero fundamentais dentro e fora das mesas de poker, e com isso, peço desculpa, mas não sei lidar. Mas a vida tem destas coisas...

Sobre poker...

O regresso não tem sido mau, tenho realizado sessões relativamente curtas mas bastante proveitosas. Tenho ganho diariamente, excepto hoje onde estou down cerca de 150$ quando estive up 500$, acabei sido apanhado por KK quando tinha QQ, numa board J high e quando o KK estava no butão e eu na SB. Cometi o erro de fazer check raise no flop que me pôs pot comitted e acabei por perder 400$ nessa mão.
Nas outras mesas nada de especial acontecia e acabei por inscrever-me no 3R. Neste momento tou em 50 com 37k e 787 jogadores em jogo. Pode ser que ainda traga boas noticias!:)

Um abraço a todos

8/02/2007

FUIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

HASTA LA VISTA BABY!!!!!!!!!



Se perguntarem por mim digam que não estou!... ou digam que me viram aqui...



ou aqui.......



ou até mesmo aqui........



Mas eu volto... desde que o avião se porte bem :)))

7/21/2007

Férias

Olá amigos,

Basicamente encontro-me de férias...

Passei por um swing natural na minha curta carreira, e resolvi dar tempo ao tempo. Então pensei... vou tirar férias :)

Deixei de jogar online, e ontem dei um pulinho a Espinho para descontraír. Acabei por perder cerca 100euros, uma vez que fui apanhado numa situação incrivel ( mas nesta fase normal) de cold deck. Quem estava ao meu lado é testemunha das mãos que me saíram... numa altura tive 44 fiz limp em early position e houve mais 4 limpers, o flop veio A24, e fiz uma bet de 20 acho, tudo fold... pelos vistos ninguém tinha o A e tudo fold. Enfim... uma noite onde o pensamento foi minimizar perdas.

Entretanto vou aproveitando o tempo para ler, ir para a praia, ver videos, ler foruns etc... Quando trabalhava, lembro-me que durante as férias sempre pensava no cliente que estava á espera da encomenda, do fornecedor que já devia ter entregue a mercadoria, ou seja, todos nós mesmo de férias pensamos no trabalho. Agora acontece-me o mesmo, fico a pensar no donkey que me deu um badbeat, naquela jogada onde se tivesse checkado o turn provavelmente o gajo fosse all in, no river milagroso que me safou no semi-bluff... lol... eu tento atingir um ponto de abstração mas não é facil.

Para tentar não pensar em Poker resolvi viajar... Dia 3 de Agosto parto para Porto Seguro no Brasil com a minha esposa e um casal amigo. Acho que vai ser divertido, e se por acaso algum de voçês já passou por lá, aproveitem para me dar umas dicas sobre onde ir, onde comer e onde beber uns copos. Já andei a ler umas coisas na net e parece que a Passarela do Alcool é o sitio onde passar as noites, mas toda a ajuda é bem vinda.

Entretanto a Academia estava prevista abrir na ultima sexta-feira, mas ainda não abriu porque primeiro queremos ter uma reúnião com os nossos parceiros espanhois "Os Pelayos" para acertarmos os ultimos pormenores sobre o projecto. Provavelmente essa reúnião ocorrerá durante a próxima semana... a ver vamos... estamos todos muito ansiosos para começar a trabalhar neste projecto que todos abraçamos com muito carinho.

Quero também salientar que o Blog do Onepocketpro já está disponivél, e que certamente vai ter muitas histórias e experiências para partilhar com todos nós. É um jogador de alto nivél e acima de tudo uma pessoa excepcional do ponto de vista humano.

Um abraço a todos

7/16/2007

ETAPA 7 - Vilamoura

Day report - Sexta

Era 12h30 quando recebo uma chamada de um gajo que disse " desce ó *** ", escusado será dizer o locutor destas belas palavras, já que no carro estavam Daniel Perfeito, Oversleep e o Leite! LOLOLOLOLOLOLOL

Conversa e galhofa a viagem toda até Vilamoura, check in no hotel, e piscina! 2 horinhas de sol, intercaladas com umas braçadas na piscina e as 19h30 entrada no casino para check in no freeroll ao vivo da Everest que dava acesso ao EPEC live 100k que se irá realizar em Vilamoura em Outubro.

Neste satelite participaram 60 jogadores, e apenas o primeiro lugar recebia a entrada no maior torneio que se irá realizar em Portugal este ano.

Até chegarmos á mesa final, e após ter chegado a cerca de 12k-16k em fichas, penso que estive cerca de 1h30 onde me limitei a roubar as blinds uma vez por orbita, e onde não consegui aumentar a minha stack, chegando á mesa final com 14.5k e as blinds estavam a 1500-3000 quando faltavam apenas 8 minutos para para o nivel seguinte. Fizemos sorteio de lugares e butão e calhou-me a SB ou seja, iria ficar com 13k para dobrar nessa orbita ou ser eliminado.

Após 1h de intervalo, na mesa final estavam algumas caras conhecidas, tais como Socio, Makado, Dario, Chinoca, entre outros.

Por acordo mutuo, recuaram 2 niveis de blinds o que me permitia respirar um pouco mais e me permitia "jogar". E assim foi, alem de roubar blinds, fiz calls com posição a alguns jogadores, que me permitiam jogar pós-flop e tirar daí alguma vantagem. Algumas orbitas depois já tinha cerca de 25k fichas sem nunca ter mostrado cartas.

Foram caindo vários jogadores até que restaram apenas 3. Eu, o BBlisboa e a Tulipa, mais uma presença feminina numa final table.

Nesta fase senti-me um pouco frustrado...todos os que assistiram reparavam que os dois ( por serem amigos ) raramente se envolviam, e o unico que tinha de "correr" para tentar eliminar ou ser eliminado era eu. Foi uma maratona, onde eu fazia de corredor, fiscal de prova, director de torneio e patrocinador da corrida :)))

Quando não entrava no pot em raise, um deles foldava para o outro nem que fosse um miniraise á blind... roubei, roubei, roubei, allin raises no butão seguidos, raises á BB seguidos, folds dos 2 na minha BB, tudo isto permitiu-me acumular fichas até que o BBlisboa apanhou uma mão "decente" e chamou o meu all in, mas dessa vez eu tinha JJ e ele 1010... mas... bateu um 10 no flop e dobrei-o. Voltei a ter cerca de 40k e ele ficou com 60 ou 70k. Novamente mesma tactica até ficar novamente chipleader a roubar blinds.

Novamente recebo JJ na BB e o BBlisboa anuncia raise para 20k no butão, naquele momento achei que poderia estar batido porque todos os raises estavam a ser de 15k, e pela primeira vez ele anunciou um raise para 20k. Como só o primeiro ganhava, não fazia sentido ter "medo", já que, também sabia que aquilo só ia a HU caso fosse eu a perder ou a eliminar alguém. Eu disse-lhe 20k é pouco, vais ter de meter todas :)) ele faz call e mostra A6, felizmente nenhum A apareceu na board e fico HU com a Tulipa.

Eu tinha cerca de 150k e ela 27k, logo tinha uma vantagem enorme não só em fichas, mas também e obviamente em experiencia. As blinds estavam altas tipo 2.5k-5k ou 3k-6k, o que não lhe permitia grandes movimentos. No entanto logo na primeira mão fui all in com QJ e ela chama com k10 e dobra.

Resolvi jogar com calma, e aproveitar-me de ela ser ultra-tigh e começei a raisar any 2 para 2.5BB e recuperei tudo, até que voltei a dobrar a tulipa num A10 contra KQ onde bateu a Q no turn. Novamente mesma táctica até ganhar a corrida final com Ah4h contra kh9h onde ambos fizemos flush.

GG ME!:))))))

Obrigado a todos os que me apoiaram e me felicitaram neste apuramento. Fico muito feliz por já estarem 2 membros da Academia do Poker ( o Over e agora eu) neste grupo restrito de jogadores que vão representar as cores nacionais em Outubro. Era lindo Portugal ganhar.... VAI TODOOOOOO!!!!

DIA 2- Sábado

Depois de dormir umas horitas, acordei o Leite ao som do indiana jones ( TATATAAAAA....TATATA) LOLOLOLOLOl

Depois de um almoço atribulado onde o empregado de mesa me "cagou" a camisola atrás e depois resolvi deixar cair uma batata no molho, e eu próprio me sujei todo á frente, fomos para o torneio.

A hora de rebuys na minha mesa foi um espectaculo, quase metade da mesa recorreu ao rebuy, estavam todos muito agressivos.

1º Mão - Recebo 1010 há um limper atrás de mim, e eu raise para 250, um jogador call e o limper call. flop 952 2 espadas. Limper inicial bet 200 eu raise para 800, o outro call e limper fold. Turn 4 espadas... argh eu check e o jogador anuncia all in e obriga-me a foldar a mão, porque ainda não tinha nenhuma read dele.

Com meia hora de jogo recebo AQ e faço raise 3BB, novamente o jogador que me tinha levado o primeiro pot faz call ( ele tava a jogar 80% das mão e muito agressivo, nunca mostrando as mãos que tinha). Flop xxx eu Cbet ele call. Turn x eu check ele check. River x, eu novamente check e ele novamente anuncia all in. Nesta altura nem pensei muito, e disse-lhe que não tinha nada, mas que ia pagar porque 1º sabia que ele tb não tinha, e porque queria ver que mãos andava ele a fazer call em todas as mãos e dar outplay á mesa. Fiz call e ele mostra J10o e eu levo o pot. Nice call.

Addon feito fiquei com 11k, e depois de 2 moves onde tenho 5 limpers na mesa, resolvi dar all in e todos eles foldam. LOL é lindo castigar limpers :)))

Antes de ir jantar tinha cerca de 25k, tava acima da média, e muito motivado pela conquista na noite anterior.

De referir que houve uma altura engraçada na minha mesa, onde estou all in, 3x seguidinhas e sou chamado sempre por JJ. Na primeira tenho AK e não bate nada, fico com 4.5k fichas, logo a seguir short vou all in com AJ e 2 A na board dobro. Em seguida tenho 77 e foi todo outra vez, um turn 7 salvou-me e nada mais se passou até ao jantar.

Depois de jantar foi a desgraça, fui atacado por um cold deck impressionante durante 2 horas. A melhor mão que tive foi Q9 de paus :(( e com 10.5k já com as blinds 1.5k-3k tive de arriscar e bati num AA. Foi pena, mas nada que pudesse mudar o rumo do torneio. Acabei em 45.

A seguir fui para ring, ganhei uns 150 euros, depois disco até as 8h com o Leite, Luis, AX, Ninja, Socio, Caue etc... Foi divertido!

DAY 3- Domingo

Fizemos o checkout eram 14h, depois de algumas horas de sono merecidas.

Fomos ver um pouco do torneio, e regressámos. Obviamente parámos na Mealhada para mais uma jantarada na Meta dos Leitões.

Back to work,

AAbraços

7/11/2007

Next Stop... Vilamoura

Pois é, mais uma etapa do circuito Solverde á porta.

Sexta-feira sigo com o Fernando Leite para os algarves... esperamos chegar mais cedo do que a ultima vez para aproveitarmos um pouco do sol algarvio. Da ultima vez ainda fui equipado para a praia, mas não houve tempo para isso.

Ando bastante desgastado do poker online, tenho levado tanta porrada ultimamente, que este "break" algarvio vai certamente fazer-me bem. Já decidi que não levo o portátil nem quero ver bichos electrónicos á minha frente.:)

Ando também a precisar de férias... tou cansado... é incrivél como a vida de um jogador profissional é tão stressante quando comparada com aqueles que têm vidas "normais" e dedicam-se a jogar á noite e fins-de-semanas.

Quando se faz do poker "modo de vida" o nosso "income" depende dos resultados diários que temos, o ordenado fixo mensal deixa de aparecer na conta, e aquele "mega pot" que perdemos no river passa a ter mais significado do que normalmente teria.

Eu sou uma pessoa super-competitiva, sempre adorei desporto e fui praticante de várias modalidades. Desde volei, basket, karate, tenis, bowling, karts, motas, em tudo procuro um nivél de excelencia sempre superior ao da média, e tirando algumas modalidades para as quais não tinha grande jeito ( futebol é uma delas), sempre o consegui.

O Poker não foge á regra, e felizmente tenho um nivél de jogo que considero ser bastante superior á média, mas, ainda bastante áquem dos jogadores de topo.

É verdade que consigo ser um jogador ganhador dentro dos low-mid stakes, é verdade que tenho runs más, mas também as tenho boas e no long run as boas são melhores e mais duradouras. Tudo isto é verdade, mas falta-me algo... para võos mais altos.

Todos nós quando começamos a jogar poker, olhamos para jogadores como sbrugby, hollingol, thekaeover e outros a jogar highstakes, e sonhamos um dia chegar lá. A verdade é que esse mundo não está disponivel a todos, e muito poucos chegam lá, muitos outros ficam broke quando estão perto, e muitos outros "com mais cabeça" preferem ficar onde estão porque são ganhadores em 5-10 ou 10-20.

A questão é, qual o objectivo do jogo? o que queremos do poker? Ficamos satisfeitos em jogar nl100 para o resto da vida? Somos mentalmente fortes para fazer subidas graduais sem "shots" em limites superiores? Jogamos pelo jogo ou pelo dinheiro?

Lembro-me quando ainda trabalhava na empresa, que conseguia estar horas a jogar torneios, sempre a olhar para quantos jogadores faltavam, em que posição estava, quanto pagava, quanto já tinha ganho... vivia o jogo intensamente e gostava de o fazer.

Sinto-me diferente hoje em dia... sei que estou melhor jogador, sei que domino mais aspectos do jogo, mas não vivo tão intensamente cada resultado, cada torneio, cada mão. As vezes penso que estou robotizado... sinto que os butões que clico tÊm vida própria e no qual eu sou um mero espectador. Não sei ando estranho, e com pouca vontade de jogar ultimamente.

Preciso mesmo de espairecer, falar e estar com o pessoal, beber uns copos, divertir-me fora das mesas.

Este ano irei a Cuba ou á Tunisia, só de pensar que vou estar 1 semana longe, e sem pensar em nada, anima-me bastante... :)

Tenho a certeza que o regresso vai ser no meu GAME A, e logo a seguir sigo para Barcelona para tentar o satelite para o main event.

Por agora vou aproveitar para descansar e pensar...

AAbraços

6/29/2007

1000 TORNEIOS

Olá amigos,

pois é, o titulo diz tudo... Ontem passei a barreira dos 1000 torneios na Stars e segundo o OPR os resultados são:

Total prizes 40.534$
Profit: 9.988$
ROI: 33%
ABI: 30$
ITM: 18%

Apesar de ter descurado os torneios desde que me tornei profissional, por motivos obvios, continuo a gostar desta vertente do jogo.

Sei que peco muitas vezes por falta de paciencia e por achar que consigo dar outplay sobre a maior parte dos jogadores que jogam torneios de low buy-in, mas muitas vezes eles tão á frente, e por cansaço ou pouca atenção á mesa ( desde navegar em foruns, até conferencias skype ou msn, tudo ajuda a perder o focus) acabo por efectuar mooves que me custam grande parte das fichas nomeadamente nos middle stages dos torneios.

Um dos aspectos mais negativos dos torneios é o facto do dinheiro estar no top3, para não dizer top2, dou-vos um exemplo que traduz o que digo, ainda ontem um tuga fez FT no 8R, de seu nome mcs1963 ( acho que era este o nick) e acabou em 9º levando 340$ sensivelmente... o primeiro levava 5.5k e o segundo 3.3k, ou seja, fazer FT não chega... Não adianta andar a morrer para fazer FT, é melhor arriscar para se chegar á FT "saudavel" e ter ambição de ganhar.

Outro exemplo após entrarem no $ num 5R por exemplo... já olharam para a estrutura de prémios?? já pensaram que passam de ganhar 45$ para ganhar mais 8$ no nivel seguinte?? De que adianta andar ali a fazer "stall" por mais 8$ não faz sentido quando os primeiros premios são de +5k.

É giro dizer fiquei neste ou naquele lugar e depois levei uma badbeat ia para primeiro... querem uma dessas? ok:

8R ontem ou anteontem, ultimos 17 tava em 9º com 170k recebo AA, um gajo raise eu push ele call com QQ... flop Qxxxx... GG me!!

Fiquei contente com os 155$... não... fiquei contente com a minha prestação? Fiquei! Joguei muito bem o torneio todo, controlei mesas, tive as mãos certas na hora certa, ganhei corridas, tinha tudo para ganhar, e só não ganhei pq perdi aquela mão. It´s poker, where is the next tourney?!

Em ring, bad run... abrandei radicalmente. Necessito estudar o meu jogo, ver videos, ver videos meus, falar sobre algumas mãos e limpar a cabeça.

São swings normais, e que têm de ser encarados como tal. Tenho acabado por me dedicar quase só a torneios e no fim do dia vou a nl100 para não perder o jeito :)

Jogo apenas uma mesa, totalmente focado, e tem corrido bem. Uma das coisas que noto quando abrando o ritmo de ring, é que jogando 1-2 mesas, os resultados aparecem. Admiro jogadores como o Wade que têm notaveis performances com 6 ou mais mesas. Não está ao alcance de todos, posso-vos garantir.

Um AAbraço a todos, see you at the tables!

6/18/2007

www.academiadopoker.com

Quem visitar a nossa página já poderá encontrar o site online. O site ainda não está em funcionamento, mas brevemente estará.

Agora venho-vos falar do nosso projecto, dos intervenientes e do nosso modelo de escola...

Todos vós já ouviram certamente falar dos Pelayos em Espanha. A equipa "los Pelayos", é formada por jogares ganhadores seja em ring ou torneios. Obviamente em todas as equipas há jogadores a destacar, sendo que nos Pelayos o nome mais sonante é simplesmente Carlos Mortensen, por tudo aquilo que já atingiu no mundo do poker. Também Gonzalo Pelayo, o seu filho Oscar, e nosso conhecido Juan Barros entre outros, fazem parte desta grande equipa espanhola com provas dadas por todo o mundo.

Ora bem, a academia do poker é a representante dos Pelayos no nosso país e todos os países lusófonos. Ou seja, o modelo criado pelos Pelayos vai ser a partir de agora aplicado em Portugal através da nossa equipa.

A nossa equipa é composta por mim, Oversleep, Zumy, LostLucky e Onepocketpro.

Ora segue uma breve descrição sobre como vai funcionar e que serviços vai ter.

A academia do poker é uma skin da Boss Media, o jogador deverá fazer o Download da Sala e inscrever-se no site. Ao contrário de outras escolas nós não vamos cobrar mensalidades ou qualquer tipo de pagamentos. O jogador apenas tem de jogar na nossa sala para ter acesso aos nossos serviços.

O nosso objectivo, tal como é objectivo dos Pelayos, é termos a sala com maior percentagem de jogadores ganhadores da internet. Desta forma, pretendemos que todos os serviços que temos proporcionem esse "switch" para jogador ganhador.

Um dos serviços que certamente irá ser mais solicitado é o de Análise de mãos. Este serviço é requisitado sempre que o jogador o deseje sendo que o único requesito é ter realizado um numero mínimo de mãos jogadas.

Outro dos serviços disponíveis irá ser o Visionamento de vídeos e leitura de Artigos por parte da nossa equipa e/ou jogadores convidados.

Iremos também, à semelhança dos Pelayos, oferecer um Livro para os jogadores que tenham feito o download da sala e que queiram evoluir connosco.

Vamos também oferecer Rakeback aos nossos jogadores.

Iremos também, a seu dado tempo, promover seminários com jogadores estrangeiros, sendo essa uma excelente forma de colocarmos os nossos jogadores em contacto directo com realidades e experiências que, de outra forma, nunca poderiam ter.

Queremos também num futuro próximo, ter jogadores patrocinados por nós para estarem presentes nos Eventos Nacionais, e num futuro mais longiquo em Eventos Internacionais.

Queremos ter uma equipa unida, queremos que os nossos jogadores sejam temidos em ring ou em torneios, queremos que as nossas camisolas sejam respeitadas por onde passemos e definitivamente queremos ter o orgulho de sentir que contribuimos para o sucesso de centenas de jogadores. A felicidade, as vitórias e as conquistas dos nossos jogadores serão partilhadas por nós com a mesma alegria como se de nós próprios se tratasse.

Este projecto em Espanha tem cerca de 1 ano e tem provas dadas. Em Portugal irá começar dentro em breve e não tenham dúvidas que vai ser um novo marco na curta história do poker em Portugal.

Falo com muitos amigos que me dizem que ganham algum dinheiro num mês, mas que depois "Vai Todo" no outro mês, e que têm de voltar a depositar dinheiro, originando até casos onde é gerado conflito no âmbito familiar onde não se compreende que este jogo é um jogo de skill e um jogo onde se pode e se consegue ganhar dinheiro, ao contrário do pensamento de que é um jogo onde se gasta dinheiro como se de um vício se tratasse.
Isto acontece porque estão a cometer erros, seja ao nível de gestão de banca, seja ao nível do jogo jogado, perdendo mais do que deviam em certas mãos ou ganhando menos do que podiam em outras. É este tipo de erros que todos nós na academia do poker vos queremos ajudar a ultrapassar. O poker é um jogo de skill e onde ser ganhador pode ser uma realidade se tivermos a abordagem correcta ao jogo. O poker não é um jogo para andar sempre a depositar para poder jogar.

Pensem nisto... e espero encontrar-vos brevemente na www.academiadopoker.com

Resumo de Espinho

Viva!

Mais um torneio de Espinho, mais um fim-de-semana bem passado entre amigos.

Sexta-feira foi apenas ring, começei muito loose e fui obrigado a reforçar a cave, mas acabei por acabar up 60 euros, o que não foi muito mau para quem esteve a perder quase 500.

No Sabado, mais um dia de Main Event, as coisas foram muito complicadas durante o torneio todo ( apesar de ter sido rápido), fui atacado por um cold deck brutal que não me permitiu subir a minha stack de forma a encarar os niveis seguintes de forma tranquila sem estar em all in mode.

A meio da segunda hora recebo AQ e depois de um raise do cutoff que tava com uma run de cartas incrivel ( AA, KK, AK etc...) resolvi ir all in na SB. Bom, mais uma vez ele tinha AK e mandou-me embora. End of the road...

Mas nem tudo eram más noticias, o engenheiro Malheiro já tinha perdido, e outros senhores também, e juntamente com o Luís lá fomos abrir uma mesinha de ring com aquela malta toda.

Jogamos das 6 da tarde ás 9 da noite, altura em que fomos jantar, e nesse espaço de 3 horas saí up 1500 euros e o Luis 2200 euros, foi incrivel a quantidade de pots acima de 1000 euros que aconteceram naquela mesa... mais parecia que estavamos a jogar 5-10 do que 2,5-5.

Á noite, depois do jantar ainda voltei ao ring porque a mesa parecia interessante, mas o cansaço não ajudou em nada e acabei por perder 450 euros. Enfim, não voltar a jogar no nivél de fadiga em que me encontrava por mais interessante que esteja a mesa é um dado a reter nos proximos eventos.

Acabei positivo mais de 1000 euros por isso não me posso queixar.

Não posso deixar de realçar a camaradagem das pessoas que me abordam, e de todas aquelas que participam nestes torneios. Quem estiver de fora a apreciar pode de facto constatar que apesar de estarem a jogar um torneio onde o $ é o principal objectivo, o espirito de amizade e companheirismo reina naquela sala, lobby, hoteis etc... sejam eles do norte, centro ou sul.

É isso que me faz voltar! :)

O próximo em Vilamoura está garantido. O unico que que vai faltar na viagem ao sul vai ser o Barbosa, porque vai para Vegas com o Ezgam derreter americanos... BesT of Luck GUYS!!

AAbraços

6/08/2007

Junho- week 1



Bom dia!

Como sabem voltei á stars para mandar vir outro monitor de 20". Bom, para ter um monitor desses é necessário 28.000 fpps, e eu neste momento já levo 21.160, ou seja, na proxima semana ou na pior das hipoteses na semana seguinte, tenho o monitor a caminho e acabo com esse objectivo.

Na Stars tenho jogado preferencialmente nl200 e dou uns shots a nl400 e nl600 de quando a quando sempre que me aparece uma mesa que acho que posso ganhar, nomeadamente quando encontro alguns nomes conhecidos de nl200 nesses niveis, e os resultados têm sido bons. Este mês não tenho jogado muitas mãos e depois de um começo menos bom, voltei ao normal.
Em torneios é que tem sido uma desgraça :((((((((
Até tive uns resultados engraçados em termos classificativos, mas monetários é para esquecer. É simplesmente frustrante não cometer um único erro num torneio durante 4 ou 5 horas e depois levar uma pissada que nos põe fora.
Outro dia num 8r levei 2 quase seguidas que arrumou comigo, e que me fez afastar uns largos dias dos torneios, reparem nisto...
Faltavam cerca de 50 gajos e eu estava nos 10 primeiros quando um gajo com 36k resolve dar raise para 9k UTG, eu no butão ponho o gajo all in com QQ, e o gajo dá instant call com A8paus.
Board xxxxA ( para variar)... depois tripliquei e voltei aos 60k.
Na rodada seguinte eu estava no cutoff e o mesmo gajo era BB, blinds 2k-4k, e eu com a6paus tudo folda até mim e eu raise para 12k ( nesta altura tavam 46 gajos em jogo), o gajo pensa e dá call. Flop vem AK6 ( not bad pensei eu), o gajo primeiro a falar faz bet 8k num pot de 28k e eu volto a puxar all in.
E é aqui que acontece a coisa mais caricata que devo ter visto num torneio destes ( fora do periodo de rebuys)... o gajo pensa até ao ultimo segundo e dá call com..... K2....leram bem....k2.... sim não há mesmo engano, o filho da **** chamou com k2, mas nesta fase até me ri e pensei " como é que um gajo tão mau chega tão longe?????" e foi então que percebi......... turn 2....river 2!
End of the road... Fiquei tão f****o.... desde aí não joguei mais torneios, até ontem que participei na liga dos moles e acabei por ganhar o torneio contra o Zumy em HU. É sempre um prazer jogar contra ele, e apesar de tar com 9k contra 24k acabei por dar a volta. GG ZUMY!
Por isso agora é continuar em cash, porque o $ tá é no ring, e é esse $ que me paga as continhas cá em casa. O meu hábito normal era começar o dia com torneios, tipo 11R ou 8R ( dependendo da hora de acordar:p) e ver até onde ia nesses torneios, para depois me dedicar ao cash. Ou seja, perdia em média 3 horas por dia atrás do sonho de ganhar 3k-5k num torneio. Chega disso... e...
Chega por hoje... para a semana mais um Solverde para a malta se divertir:))) Luís quero-te na minha mesa...:)))
AAbraços

5/31/2007

Boas noticias do Poker Português

Olá pessoal,

esta semana tem sido muito interessante em termos de resultados para o poker nacional. Em primeiro lugar há que aplaudir e admirar o que os nossos compatriotas Ezgam e Madjer têm feito em terras bascas. Muitos parabens pelos resultados e continuem a arrasar nessa digressão.

Agora a nova versão do poker nacional... esqueçam o facto da SB ser o butão no ring em Portugal, esqueçam que não se pode fazer raise se olharem para as cartas pela segunda vez... esqueçam isso tudo... agora o poker nacional é GAME OVER!! :)))

Oversleep, grande amigo e sócio na futura escola que no proximo mês estará no ar, and simplesmente on fire... fez FT no 11R e na quarta-feira apurou-se para o 100k ao vivo da Everest... Fantástico, toda a comunidade o conhece pela simpatia e simplicidade com que sempre se apresenta, e certamente todos nós te congratulamos com enorme satisfação.

Relativamente á minha pessoa, nada de anormal se tem passado... Meti na cabeça que vou mandar vir um segundo monitor de 20" igual ao que mandei vir da stars, por isso voltei ao site das dores de cabeça para juntar fpps e cumprir o objectivo o mais depressa possivel. Não tenham duvidas que fazer multi-table com um monitor que permite 4 mesas abertas em tamanho normal é excelente.

Hoje começei a usar o site que dá para pôr mãos e por isso deixo aqui duas mãos contra o mesmo gajo... desde que entrei na mesa percebi que ele era o ATM de serviço, e jogava 70% das mãos sempre com raise pré-flop, Cbet e assim aconteceu isto:

http://www.pokerhand.org/?1136053


e algumas jogadas depois ele "estranhamente faz limp UTG... e acontece isto...

http://www.pokerhand.org/?1136057

nice!:))

Fiquem bem